segunda-feira, 4 de junho de 2012

Mudar pensando ou pensar mudando? Auto Valorização


Já pensou em quantos conceitos prontos você guarda com você? Aqueles herdados pelos nossos  familiares, pais, avós irmãos, tios... A primeira vez que ouvi sobre isto logo me lembrei de como a minha mãe me chamava a atenção quando eu era nova e como,na época já adulta, eu chamava a minha própria atenção quando fazia algo em que eu não estava 100% contente. De fato, estudos realizados em faculdades de psicologia descobriram que o comportamento humano é formado quase totalmente de hábitos.
Será que estes velhos padrões já não “saíram de moda”? E se junto com a bronca viesse um “mais essa menina não sabe fazer nada”? Com certeza isto afetaria a minha auto-estima negativamente e, continuaria me afetando até o dia em que eu mudasse o meu modo de pensar, remodelasse o meu pensamento nestas situações.

Outra experiência interessante sobre como os nossos pensamentos agem em nossa ação e emoção é pedir para alguém não pensar na cor amarela e verificar qual a primeira cor que a pessoa pensou.

Nosso cérebro é uma máquina que registra todas as nossas emoções e sentimentos em cada momento.

No nível CONSCIENTE pensamos, analisamos, raciocinamos e decidimos todos os acontecimentos e fatos que julgamos confiável e verdadeiro e eliminamos o restante. Porém o INCONSCIENTE é a sede de nossas emoções, dos instintos, memória, recalques e hábitos, é o que mantém o nosso corpo funcionando automaticamente, ele guarda a memória de TUDO o que ocorreu e está ocorrendo em sua vida, não faz escolhas, ele simplesmente aceita.  

O SUBCONSIENTE faz o que o CONSCIENTE lhe manda fazer, seja construtivo ou destrutivo.

Já contou quantas vezes você se elogia por dia e quantas vezes dá bronca em você mesmo? Qual a informação que você está passando para o seu INCONSCIENTE?

Vamos mudar isto? Vamos usar um exercício rápido e fácil de PNL que utiliza a técnica de moldagem.

Exercício para auto valorização.
Na próxima semana elogie-se quando fizer algo bom para si, quando se tratar bem, quando for tolerante e carinhoso consigo mesmo. Elogie e agradeça à sua memória quando lembrar-se de algo que havia esquecido, recompense-se pelos pequenos atos de amor que fizer por você mesmo. No final verá que quanto mais se elogia, mais quer se tratar bem.

Ajuda dos Florais de Bach: Larch, White Chestnut e quem sabe um Chestnut Bud...
AME-SE e o mudo te amará!

ATENÇÃO: Consulte sempre um terapeuta especializado.
Toda terapia natural é complementar.

Um comentário:

  1. É muito interessante o impacto dos nossos pensamentos no nosso dia a dia. Costumamos prestar muita atenção em como tratamos os outros, porem quase nunca nos atentamos para como tratamos a nós mesmos. Adorei o artigo e a reflexão que ele nos desperta! PARABENS TAIZ!!!!

    ResponderExcluir